Blog

Principais problemas ortopédicos nas mãos e pés

Artrite e artrose são problemas articulares que podem comprometer membros superiores, inferiores e, as articulações das mãos e dos pés. Estes dois últimos são particularmente mais expostos, já que recebem impacto direto das ações diárias, como andar, correr, escrever e digitar. Entre as doenças mais comuns que afetam pés e mãos, congênitas ou não, verificam-se:

Pé chato
Artrite
Artrose
Polidactilia (mais de cinco dedos numa mão ou pé)
Sindactilia (dedos que nascem unidos)
Metatarsalgia
Fascite Plantar
Pé chato (ou plano)

O chamado arco do pé consiste numa reentrância localizada na parte interna da sola, e quando permanecemos parado forma uma cavidade, sem contato com o solo. Pessoas que têm pé chato não apresentam esse vão, e quando ficam de pé a sola dos pés faz contato totalmente com o solo. Embora pareça, este não é um problema grave, e pode ser corrigido com uso de palmilhas e órteses. Apenas nos casos mais severos é indicada cirurgia, cuja realização é indicada entre 8 e 14 anos de idade.

Artrite
Existe uma diversidade de artrites que podem atingir mãos e pés, que são mais afetados pela artrite reumatóide. Nas mãos, apresenta-se como sinovite ou tenossinovite, e nos pés, elas costumam surgir no peito do pé, provocando dores ao caminhar ou ao calçar sapatos. O tratamento para artrite varia bastante, dependendo do caso, e pode envolver equipes multiespecializadas de médicos e fisioterapeutas.

Artrose
A Artrose é uma doença que atinge as articulações sinoviais, ou seja, as que têm cartilagens, com produção de lubrificante pela membrana sinovial. Com a produção insuficiente desse lubrificante, chamado líquido sinovial, o osso articulado entra em contato direto com o outro, causando dores. Nas mãos, podem aparecer nas pontas dos dedos e no polegar, em sua parte mais baixa, chamada de rizartrose. A artrose pode ser tratada de forma conservadora, com trabalho de reabilitação articular, ou em casos mais graves, com cirurgia.

Polidactilia
Trata-se de uma anomalia congênita, que consiste na formação de dedos além dos cinco normais em mãos e pés. Nas mãos, caracteriza-se a quirodactilia, e nos pés a pododactilia. Por não se tratar de uma doença, para remoção do membro extra a única solução possível é a cirurgia.

Sindactilia
Também congênita, faz com que dedos de mãos ou de pés fiquem unidos, podendo ser apenas pela pele – sindactilia cutânea – , como pela total ligação entre os ossos, conhecida como sinostose. A cirurgia corretiva é indicada o mais breve possível na infância, para não haver problemas no desenvolvimento dos membros afetados.

Metatarsalgia
Caracteriza-se por dores na parte frontal dos pés, que se agravam ao caminhar ou com o uso de salto. Geralmente, pessoas que pisam imprimindo mais peso na parte frontal do pé estão mais propensas a apresentar metatarsalgia, que também pode ser causada por verrugas na planta dos pés, calosidades ou pelo Neuroma de Morton. Para o tratamento, deve ser avaliada a causa da doença, que pode ser realizado com uso de palmilhas especiais.

Fascite Plantar
Também conhecida como esporão de calcâneo, ou calcaneodinia, a fascite plantar causa dores na região posterior da sola dos pés. Para o tratamento, indica-se antiinflamatórios injetáveis, orais ou injeções (infiltrações). Em alguns casos, pode ser necessária intervenção cirúrgica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *